Gavião no Mato (6 dias / 5 noites)

Trilha Aquática

Embarque em voadeiras, como são chamadas as lanchas rápidas que fazem deslocamentos no rio, para um passeio no Parque Nacional de Anavilhanas. A depender da estação, o cenário é completamente diferente! Os hóspedes podem aproveitar as belas praias de areia clara e águas escuras na época da seca ou a magia dos igapós, na época da cheia, quando a floresta fica alagada e a trilha é feita entre as copas das árvores. 

Duração: meio período / Dificuldade: fácil e acessível

Contemplação do Pôr-do-Sol

Das belezas da Amazônia, as cores do céu refletidas no Rio Negro, certamente são um dos destaques que tornam esse destino especial. Difícil descrever os tons de rosa, lilás, verde e azul que se misturam com o verde escuro e profundo da floresta, tocando o espelho das águas negras do rio. O passeio de contemplação do pôr-do-sol é feito em voadeiras até o melhor local entre as ilhas para aproveitar o silêncio, sentir a paz e mergulhar nas cores amazônicas!

Contemplação do Pôr-do-Sol

Das belezas da Amazônia, as cores do céu refletidas no Rio Negro, certamente são um dos destaques que tornam esse destino especial. Difícil descrever os tons de rosa, lilás, verde e azul que se misturam com o verde escuro e profundo da floresta, tocando o espelho das águas negras do rio. O passeio de contemplação do pôr-do-sol é feito em voadeiras até o melhor local entre as ilhas para aproveitar o silêncio, sentir a paz e mergulhar nas cores amazônicas!

Focagem de Animais Noturnos

Viajar para a Amazônia é compreender que a natureza é a protagonista da aventura! Para observar animais silvestres, temos que fazer silêncio e seguir o instinto dos guias que conhecem a região e seus segredos. Quando encontramos um jacaré na beira do rio ou temos a sorte de ver uma preguiça nas árvores, é que entendemos a grandiosidade da floresta. Nessa atividade, assim que a noite chega, os hóspedes são levados por experientes guias para um passeio em voadeiras no Parque Nacional de Anavilhanas à procura de animais de hábitos noturnos. 

Duração: 1:30h no período noturno / Dificuldade: fácil e acessível

Áreas de lazer do lodge

Em alguns momentos da viagem, entre a chegada de um passeio e as refeições, aproveite para curtir as áreas de lazer do lodge. O deck no Rio Negro convida os hóspedes para um delicioso banho de rio, além dos kayaks e stand-up paddles sempre à disposição. Para variar o mergulho, a piscina é uma boa opção. Nos dias chuvosos, a sala de jogos é a preferida e bons livros sobre a Amazônia também estão disponíveis. No nascer e pôr-do-sol, os mirantes são a melhor sugestão e para a noite, aconselhamos uma massagem relaxante (opcional à parte – inclusa nos pacotes de 5 dias/4 noites ou mais).

Áreas de lazer do lodge

Em alguns momentos da viagem, entre a chegada de um passeio e as refeições, aproveite para curtir as áreas de lazer do lodge. O deck no Rio Negro convida os hóspedes para um delicioso banho de rio, além dos kayaks e stand-up paddles sempre à disposição. Para variar o mergulho, a piscina é uma boa opção. Nos dias chuvosos, a sala de jogos é a preferida e bons livros sobre a Amazônia também estão disponíveis. No nascer e pôr-do-sol, os mirantes são a melhor sugestão e para a noite, aconselhamos uma massagem relaxante (opcional à parte – inclusa nos pacotes de 5 dias/4 noites ou mais).

‘Seja um local’: Arte e Educação Amazônida

“Ser um local” é ser um Amazônida! Amazônidas são as pessoas que vivem na maior floresta tropical do mundo.

Neste dia vamos passear pela cidade de Novo Airão para visitar as iniciativas locais de projetos de educação, conservação e artesanatos. Os hóspedes conhecem os projetos que apoiam diretamente, ao escolherem fazer uma viagem para a Amazônia com a Expedição Katerre e o Mirante do Gavião Amazon Lodge, e fazem parte dessa rede de sustentabilidade feita na prática. ‘Seja um local’ é um passeio terrestre, realizado em veículo climatizado, percorrendo pequenas distâncias dentro da cidade de Novo Airão – com opcional de utilização das bicicletas do hotel.

Duração: meio período / Dificuldade: fácil e acessível

Árvore Gigante e Comunidade Tradicional Ribeirinha

– Estação da Seca: Logo após o café, saída em lancha rápida para visita às comunidades ribeirinhas Santo Antonio e Tiririca. Na chegada, um passeio por trilha interpretativa em floresta de terra firme para conhecer os segredos da fauna e flora. Retorno da trilha e almoço tradicional de peixe amazônico assado na brasa na casa dos caboclos ribeirinhos, uma verdadeira experiência com a comunidade! Em seguida, deslocamento para lazer na Praia do Tiririca, no coração do Parque Nacional de Anavilhanas. Após o refrescante banho, apreciação da flora e fauna das ilhas, deslocamento rápido até a maior árvore do igapó de Anavilhanas: um Macucu gigante, em incursão à floresta de várzea e explanação deste peculiar ecossistema.

Duração: dia inteiro / Dificuldade: fácil com trilha

– Estação da Cheia: Logo após o café, saída em lancha rápida para visita à comunidade do Sobrado. Na chegada, um passeio por trilha interpretativa em floresta de terra firme até alcançar uma gigante Samaúma, a maior espécie de árvore da Amazônia! Retorno da trilha e almoço tradicional de peixe amazônico assado na brasa na casa dos caboclos ribeirinhos, uma verdadeira experiência com a comunidade. Em seguida, deslocamento até a maior árvore do igapó de Anavilhanas, um Macucu gigante no paraná das Araras. No retorno ao lodge, incursão na floresta de igapó para apreciação da flora e fauna desse ecossistema.

Duração: dia inteiro / Dificuldade: fácil com trilha

Árvore Gigante e Comunidade Tradicional Ribeirinha

– Estação da Seca: Logo após o café, saída em lancha rápida para visita às comunidades ribeirinhas Santo Antonio e Tiririca. Na chegada, um passeio por trilha interpretativa em floresta de terra firme para conhecer os segredos da fauna e flora. Retorno da trilha e almoço tradicional de peixe amazônico assado na brasa na casa dos caboclos ribeirinhos, uma verdadeira experiência com a comunidade! Em seguida, deslocamento para lazer na Praia do Tiririca, no coração do Parque Nacional de Anavilhanas. Após o refrescante banho, apreciação da flora e fauna das ilhas, deslocamento rápido até a maior árvore do igapó de Anavilhanas: um Macucu gigante, em incursão à floresta de várzea e explanação deste peculiar ecossistema.

Duração: dia inteiro / Dificuldade: fácil com trilha

– Estação da Cheia: Logo após o café, saída em lancha rápida para visita à comunidade do Sobrado. Na chegada, um passeio por trilha interpretativa em floresta de terra firme até alcançar uma gigante Samaúma, a maior espécie de árvore da Amazônia! Retorno da trilha e almoço tradicional de peixe amazônico assado na brasa na casa dos caboclos ribeirinhos, uma verdadeira experiência com a comunidade. Em seguida, deslocamento até a maior árvore do igapó de Anavilhanas, um Macucu gigante no paraná das Araras. No retorno ao lodge, incursão na floresta de igapó para apreciação da flora e fauna desse ecossistema.

Duração: dia inteiro / Dificuldade: fácil com trilha

Grutas do Madadá

Dia de conhecer um dos atrativos mais surpreendentes da região! As Grutas do Madadá são formações rochosas no meio da floresta, em uma região mais remota, subindo o Rio Negro.  Após o café da manhã, saída em voadeira em trajeto de aproximadamente 1 hora. Chegando na Casa Rosa, local com mini-museu sobre a vida ribeirinha e fotos antigas, que é o ponto de partida da trilha. Além dos salões de pedras que são o principal atrativo, a trilha que dá acesso ao Madadá possui diversos pontos de parada em que os guias desvendam os segredos da fauna e flora Amazônicas.
A trilha interpretativa tem duração de 1:30h (3 horas ida/volta) em terreno plano. Após a caminhada, almoço tradicional caboclo com peixe assado e descanso no bungalow.

– Estação da Seca: No retorno, parada nas belas praias de areias claras em contraste com as águas escuras do rio, para banho e contemplação.

– Estação da Cheia: Após o almoço, parada em local apropriado para a atividade de pesca recreativa de piranhas. 

Retorno de voadeira para o Lodge (1 hora), por entre as ilhas do Parque Nacional de Anavilhanas.

Duração: dia inteiro / Dificuldade: intermediário com trilha longa (3 horas).

Massagem do Gavião

O espaço de bem-estar do lodge convida os hóspedes para uma massagem relaxante, inclusa no pacote. Aproveite esse momento para usufruir da estrutura de lazer, contemplar e descansar. Confirme seu horário com a recepção.

Duração: Sessão de 30 minutos.

Massagem do Gavião

O espaço de bem-estar do lodge convida os hóspedes para uma massagem relaxante, inclusa no pacote. Aproveite esse momento para usufruir da estrutura de lazer, contemplar e descansar. Confirme seu horário com a recepção.

Duração: Sessão de 30 minutos.

Mini Expedição

Expedição Parque Nacional do Jaú com pernoite na floresta

Velho Airão / Parque Nacional do Jaú
Aproveite o café da manhã no Lodge e se prepare para a aventura de conhecer regiões mais remotas e preservadas do Rio Negro acima, na direção do grande Parque Nacional do Jaú. Embarcamos em lancha rápida, com paradas para observação de fauna nos lagos do Arquipélago de Anavilhanas (mediante oportunidades identificadas pelo Guia). Mais adiante, chegaremos no surpreendente local de Velho Airão, o primeiro povoado português do Rio Negro. Este local abrigava casarões de cidades que eram prósperas no período do ciclo da borracha e que hoje são ruínas de uma história abraçada pela floresta.
– Depois da visita em Velho Airão, check-in na base flutuante do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), órgão federal responsável pelo controle de entrada no Parque Nacional. Logo na entrada do Parque (foz do rio Jaú), apresentação de documentos, rápida sabatina e saímos para conhecer as Samaumeiras, as árvores gigantes da Amazônia!
– Visita às cachoeiras do Parque Nacional do Jaú, banho com bóias e lazer no Rio Carabinani.
– Almoço caboclo na cachoeira: peixe assado na brasa e acompanhamentos.
– Tarde livre para exploração da região do entorno, interação com nativos (se lá estiverem).
– Montagem do acampamento caboclo, com redes e tapiri, a melhor forma de acampar na floresta!
– O jantar é servido por nossa equipe e pernoite no acampamento.

Parque Nacional do Jaú / Retorno para o lodge

No despertar aos sons da floresta, nossa equipe prepara o café da manhã. A programação hoje é visitar a Comunidade da Cachoeira e interagir com o modo de vida caboclo/indígena de uma comunidade ribeirinha tradicional.
– Depois, canoagem até a ilha dos Macacos, com moradores locais, com possível visualização de bandos de macaco Bicó e outros animais.
– No retorno, atrações da comunidade: árvores gigantes (Samaúma e Angelim), casa de farinha, pomar de frutas locais.
– Retorno em lancha rápida ao Lodge Mirante do Gavião. Aproveite a navegação para aproveitar as cores do Rio Negro e parada para almoço em sítio caboclo.
– Fim da tarde livre para descansar e aproveitar as áreas de lazer do lodge.
– Jantar no restaurante Camu-Camu.

* Todas as atividades descritas estão inclusas nas experiências e são compartilhadas em pequenos grupos. A ordem dos passeios é definida no momento de chegada do hóspede de acordo com a logística e condições climáticas.